Toxina Botulínica

A toxina botulínica causa paralisia muscular através do bloqueio de receptores excitatórios nos neurónios. Este bloqueio dura até a formação de novos receptores, que variam individualmente.

Indicações: A toxina pode ser utilizada para a melhora das chamadas rugas dinâmicas, que são causadas pela contração muscular, neste caso as principais regiões a serem tratadas são a testa, região entre as sobrancelhas (glabela e corrugadores do supercilio), Pés de galinha, Músculo nasal (Sua contração gera rugas na região do dorso nasal) e Platisma (Sua contração gera o aspecto de cordas no pescoço).

Outra indicação é a melhora do chamado sorriso gengival, quando este está associado apenas ao excesso de contração do musculo elevador do lábio superior.

Também pode ser utilizada na harmonização facial em pacientes com 1/3 inferior da face larga associado a hipertrofia do músculo masseter e também no tratamento do excesso de suor (hiperidrose) palmar, plantar ou axilar.

Período de duração da aplicação: O período estimado de duração de ação da toxina é em torno de 4 a 6 meses, lembrando que o retorno da atividade muscular é gradual.

Intervalo de aplicação: Pelo menos 3 meses.

Cuidados pré procedimento: Neste momento o cirurgião avalia o padrão e força de contração muscular do paciente, levando em conta suas expectativas e aliando estas ao melhor resultado tecnicamente possível.

Anestesia: O procedimento é pouco doloroso e normalmente nenhuma anestesia necessita ser realizada.

Cuidados pós procedimento: O paciente deve evitar deitar-se por 4 horas após o procedimento. Banhos quentes, exercício físico, saunas ou qualquer atividade que aumente a temperatura da pele da face devem ser evitadas até o dia seguinte ao procedimento. Consumo de bebidas alcoólicas também devem ser evitado por 12 horas.

Cirurgias & Procedimentos

Cirurgias Plásticas
Cirurgias Reparadoras

Contato