Bichectomia

A gordura de Bichat, presente no rosto desde o nascimento possui função complementar no formato da face e, em alguns casos, apresenta-se aumentada, gerando assim um formato menos harmônico da face (podendo deixar a região das bochechas mais proeminente que a região das maçãs do rosto). Há também casos em que a porção intra-oral da gordura está mais pronunciado, fazendo com que o paciente morda com frequência as bochechas, gerando desconforto. Nestes 2 casos, o procedimento de remoção desta gordura pode trazer melhora tanto estética quanto funcional. Normalmente quando feito isoladamente esse procedimento é feito através de um corte na região das bochechas por dentro da boca.

Pré-operatório: Nesta primeira consulta o cirurgião plástico faz uma análise do perfil facial completo da paciente, descartando possíveis diagnósticos diferenciais do aumento das bolas de bichat (por exemplo hipertrofia do musculo masseter), avaliando o real ganho deste procedimento na harmonia facial. Fumo, doenças crônicas e medicações em uso devem sempre ser informadas ao cirurgião (inclusive fitoterápicos).

Anestesia: Geralmente este procedimento é feito sob anestesia local com sedação ou anestesia geral. Lembrando que a anestesia se trata de um procedimento complexo e sua realização e tipo de anestesia está condicionada a avaliação de um médico anestesista juntamente com o cirurgião.

Cuidados pós operatórios: Geralmente no pós operatório ocorre um inchaço que dura cerca de 3 a 4 semanas, devemos, portanto, aguardar cerca de 1 mês para avaliação dos resultados. São indicadas compressas frias nos primeiros dias pós procedimento. Os pontos intra-orais são feitos com fio absorvível, portanto, na maioria dos casos não há necessidade de retirada de pontos.

Cirurgias & Procedimentos

Cirurgias Reparadoras
Procedimentos não invasivos

Contato